Llámanos al 956 261 604
o
¿Prefieres que te llamemos gratis?
Indique-nos os seus dados pessoais e assim que possível um profissional irá entrar em contacto consigo.
Enviar

Os melhores carros Lancia 2021

Desistir de um emprego estável para perseguir um sonho não é uma decisão fácil. Felizmente, há quem tenha a coragem de o fazer. É o caso de Vicenzo Lancia que desistiu de sua carreira de gestor de contas para construir carros. Alguns deles, os mais avançados da época.

 

O início do século 20 foi indiscutivelmente uma das épocas mais produtivas da história. Vicenzo Lancia tinha apenas 25 anos em 1906 quando fundou a sua própria empresa de automóveis com o colega Claudio Fogolin.

 

Com uma propensão para tudo o que é mecânico e uma habilidade quase insuperável em diagnóstico e reparo de motores, bem como experiência como piloto de testes na Fiat, Vicenzo Lancia desenvolveu um veículo que transformou a percepção do italiano e talvez de todo o mundo sobre os carros.

 

Em 1907, apresentou o Alpha, um carro ofensivamente inovador para a época. Além de ter sido equipado com um motor robusto, confiável e ágil, o Alpha era surpreendentemente leve. Vicenzo usou uma estrutura tubular para o eixo dianteiro do carro em vez de aço sólido, como usavam na altura outros os fabricantes de automóveis.

 

Seis anos mais tarde, a marca italiana lançou o Theta, o primeiro automóvel europeu a ser equipado com um sistema elétrico embutido. Antes dos anos 20, patenteou dois tipos de motores, um 45º V8 e um maciço e estreito 22º V 12. Estes desenvolvimentos levaram ao lançamento do espetacular Lambda, em 1922 – um modelo que era uma soma de boa engenharia e design. O Lambda, além de outras inovações, tinha suspensão dianteira independente, túnel de transmissão incorporado e o primeiro motor V4 estreito do mundo.

 

Em 1931, o conforto de condução foi melhorado ao ponto de introduzir montagens flexíveis de motor no Astura. Semelhante ao “motor flutuante” patenteado pela Chrysler, o sistema usava pequenos amortecedores de borracha para amortecer o ruído e reduzir as vibrações. O legado de melhorias tecnológicas e patentes inovadoras seria continuado pelo Augusta 1933, um modelo equipado com travões hidráulicos, travões dianteiros e traseiros avançados.

 

Após o lançamento da Aprilia em 1937, a empresa de Turin estreou-se nas corridas. Em consonância com a engenharia de ponta da empresa, os resultados obtidos em ralis em toda a Itália e no resto da Europa apresentaram a Lancia como a próxima grande força de corrida.

 

A Lancia emprestou também à Ferrari alguns projetos e toda sua equipa de técnicos, ajudando a Scuderia a vencer o campeonato mundial de F1 durante os anos 50.

 

Os anos 70 testemunharam o nascimento de uma lenda do automobilismo, o Stratos. O seu corpo ultraleve feito de alumínio e plástico reforçado com fibra de vidro inspirou o surgimento de modelos posteriores como o Beta, o Rally 037 e o Delta S4.

 

A reputação da Lancia começou a declinar durante os anos 90 devido a alegações de baixa confiabilidade. Desde então, a empresa tem se esforçado para voltar ao pódio com o lançamento de modelos como o 95 e o mais recente Thesis, um sedan elegante que afirma ser o epítome do conforto.

 

Nos últimos anos, a marca retomou aos seus valores centrais, de designs elegantes de cair o queixo e tem-se mantido firme no mercado com alguns automóveis verdadeiramente irresistíveis.

 

 

Quais são os melhores carros Lancia 2021?

Uma das empresas e automóveis mais icónicas da Itália é a Lancia. Fundada em 1906, a empresa tornou-se parte do Grupo Fiat em 1969 e foi reorganizada como Lancia Automobiles S.p.A. em 2007. Desde 2014, a marca italiana faz parte da empresa Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

A Lancia produziu vários carros icónicos ao longo das últimas décadas, começando com o Aurelia, que introduziu a agora comum configuração de transmissão traseira com motor dianteiro. Outros modelos que fizeram história incluem o Delta, o Fulvia, o Stratos e o Thema.

Os melhores carros Lancia 2020? Confira a pequena seleção que fizemos para si.

Lancia Delta

A Lancia concentrou-se em oferecer uma experiência luxuosa e fez um bom trabalho. Os passeios a bordo do Delta são bons, ajudado por amortecedores eletrónicos que podem ser ajustados para um modo «desportivo» mais firme com o apertar de um botão

O 1.9 biturbo diesel é um companheiro corajoso, embora turbulento. Outros ​​motores incluem um 1.4 turbo a gasolina com injeção direta, um 1.8 turbo gasolina com injeção direta e ainda um 1.6 e um 2.0 a diesel.

 

Lancia Thesis

A construção da Thesis foi bastante convencional: um motor montado transversalmente acionando às rodas dianteiras. Traz um turbo macio de 2 litros, um motor de 2,4 litros de 20 válvulas e um motor 3,0 V6 de 24 válvulas, que compõem a gama a gasolina. Um diesel 2.4 JTD também estava disponível. O design da suspensão é uma mistura do comum e do inteligente. Na parte traseira foram instalados elementos de suspensão, projetados para fornecer uma boa capacidade de absorção de impactos. Conforto é a palavra de ordem.

Lancia Ypsilon

O Chrysler Ypsilon é o veículo mais pequeno da nova geração de Lancias de fabricação italiana, com o selo exclusivo da Chrysler. Mais especificamente, o Ypsilon é um supermini ultracompacto de cinco portas, com apenas 3,8 metros de comprimento, mas bastante alto, por isso é surpreendentemente confiável como um carro de cinco lugares. A Chrysler enfatiza o seu espaço interior e o luxo, ambos os quais o Ypsilon oferece em troca de preços sólidos.

Os melhores carros Lancia usados

Quer comprar um carro Lancia usado? Consulte o seu concessionário de confiança. Na Caetano Retail, tem os melhores automóveis aos preços mais competitivos do mercado e a garantia do melhor negócio.

Onde comprar um carro Lancia em Portugal?

Na Caetano Retail encontra uma equipa de profissionais especializados no setor automóvel capazes de o orientar para o melhor investimento. Compre um carro Lancia em Portugal, num lugar comprovadamente de confiança.

 

;

Outras Notícias

Citroen C5 Aircross

Citroen C-Zero

Citroen Ami