Llámanos al 956 261 604
o
¿Prefieres que te llamemos gratis?
Indique-nos os seus dados pessoais e assim que possível um profissional irá entrar em contacto consigo.
Enviar
pessoa a vender carro com sucesso
pessoa a vender carro com sucesso

Vender carro: como garantir uma venda de sucesso

Desengane-se quem pensa que vender carro é uma tarefa destinada apenas a profissionais da indústria automóvel. Existem muitos casos de negócios feitos entre particulares que são um verdadeiro sucesso e que se revelam bastante vantajosos para ambas as partes envolvidas.

Se pretende vender o seu carro em breve, independentemente de recorrer a profissionais ou de avançar com o negócio a título individual, saiba que existem determinados aspetos que deve ter em conta e que vão ajudá-lo a fazer uma venda mais rápida e eficaz. 

Por muito bem que o seu carro lhe pareça estar, aos olhos dos consumidores e comparativamente a outras ofertas do mercado, será apenas mais um entre tantos outros carros usados. Por isso, é necessário identificar os pontos chave a melhorar, e torná-lo tão atrativo e único quanto possível.

E não…provavelmente a lavagem não é suficiente. Sugerimos que, antes de colocar o seu carro à venda, faça um diagnóstico rigoroso que lhe sirva como guia e como plano de ação para as diversas melhorias.

Sendo que cada caso é um caso, neste artigo, vamos listar alguns dos principais aspetos que são transversais à maioria das situações e que pode já colocar na sua to-do list.

1. Prepare o seu carro usado antes de o vender

Pintura

Pintar o carro é a primeira coisa que pode considerar fazer para valorizar o seu automóvel usado. O impacto da pintura automóvel é enorme na perceção imediata que se tem do veículo em causa. A pintura ajuda a corrigir todas as pequenas manchas, riscos superficiais, perda de brilho ou até defeitos de pintura.

 Apesar de ser possível pintar o carro em casa, o nosso conselho é que procure os serviços de um profissional para o efeito.

 Quanto aos custos, os mesmos variam consoante a cor utilizada na pintura, o tipo de tinta, se leva acabamento final ou não, e o próprio tamanho da superfície a ser pintada.

Lavagem e higienização (interior e exterior)

mulher a aspirar estofos de carro

Mesmo tendo sido pintado de fresco, qualquer carro que se apresente sujo e com um aspeto desmazelado, afasta de imediato o interesse de potenciais compradores.

Por isso, não dispense uma boa limpeza e higienização a fundo. Todos os pormenores contam. Esvazie todo o habitáculo e livre-se dos pequenos papéis e recibos acumulados nas laterais há séculos. Depois, trate do pó e garanta que aspira todos os buraquinhos do porta luvas e até do próprio sistema de climatização. Utilize, se necessário, um compressor de ar.

Para além da aspiração, não se esqueça de tratar dos vidros, estofos e tapetes. Utilize sempre os produtos de limpeza adequados.

Pode dar o toque final de frescura ao adicionar um pequeno difusor no seu automóvel, cujo aroma não comprometa. Opte por essências mais frescas.

Ler mais: 5 motivos pelos quais a lavagem do carro é importante

Tire boas fotografias

Se considerar anunciar a venda do seu carro nos diversos sites de venda de carros, vai ser muito importante ter boas fotografias. De nada serve ter um carro a brilhar se as fotografias não forem convidativas nem lhe fizerem jus.

 Se optar por tirar as próprias fotografias ao seu carro usado, deve ter especial atenção a alguns aspetos que podem ser críticos:

• Exposição solar: se tem o seu carro guardado numa garagem, está fora de questão fotografar aí. Traga o seu veículo para fora e tire tanto proveito quanto possível da luz solar.

• Hora do dia em que fotografa: escolha a melhor hora do dia para fotografar. O ideal será, na grande maioria dos casos, por volta do meio-dia, quando a luz do sol está alta e forte. Luz de fim de dia, por exemplo, tende a tornar as fotografias demasiado “amarelas” e isso pode afetar a perceção que têm do seu carro.

• Local: leve o seu carro para um sítio estratégico que seja agradável e que funcione como um bom pano de fundo. Indiretamente, vai estar a influenciar positivamente a perceção que os potenciais clientes têm do seu veículo.

• Ângulos e posições: fotografe o seu carro de diferentes ângulos e em posições distintas. Explore fotograficamente todos os detalhes, sem exceção. Faça com que no test-drive, o comprador tenha a sensação de que já conhece o carro.

• Tecnologia: use material fotográfico adequado. Hoje em dia, praticamente todas as pessoas têm smartphones nos bolsos. A tecnologia evoluiu e, atualmente, os telemóveis têm já elevada qualidade. Por isso, não há problema nenhum em usá-los para fotografar. Contudo, se perceber de fotografia e se tiver material fotográfico profissional, não se iniba de fazer uma boa sessão ao seu automóvel.

2. Certifique-se que está tudo em ordem

Mecânica

Comecemos pela componente fundamental – o bom funcionamento mecânico. Se suspeita que o carro possa ter algum problema ou se ele anda a fazer um barulho estranho nos últimos tempos, trate de visitar o seu mecânico antes de iniciar o processo de vender carro.

Ler mais: Como escolher a oficina mecânica para o seu carro

Informação e documentação

Depois, trate da componente burocrática e certifique-se de que tem toda a documentação necessária em ordem. Lembre-se de que, quanto melhor documentada estiver a vida do seu automóvel, mais confiança o comprador terá. Crie um dossier com todos os documentos do veículo, comprovativos das revisões efetuadas e com as características originais do modelo em questão. Não oculte as avarias ou os incidentes. Pode ir ainda mais longe e incluir também informação referente ao consumo médio real, durante o período em que conduziu a viatura.

3. Informe-se sobre o preço justo do seu carro usado

Faça o trabalho de casa e estude o mercado dos carros usados. Tente perceber, através da análise de carros à venda semelhantes ao seu, qual é o intervalo de preço de venda que pode praticar.

Aqui, recomendamos também que fale sempre com um especialista que, para além de conhecer extremamente bem o setor automóvel, consegue ter um olhar técnico para o produto e avaliá-lo de forma rigorosa. Ter um profissional a mediar a venda do seu carro usado é sempre uma boa ideia porque, para além de tratar da qualificação dos clientes e de diminuir o ruído, conseguirá manter uma postura isenta e racional, uma vez que não está emocionalmente investido na negociação.  

Ler mais: A importância da tabela Eurotax para vender carros usados

4. Dedique-se à venda do seu carro

Por fim, recomendamos que durante o período de venda do seu automóvel usado esteja especialmente disponível e contactável. Ninguém aprecia uma chamada não devolvida e alguns e-mails ignorados. Pense sempre que, do outro lado, para além de um potencial cliente, está uma pessoa. Dedique-lhe o tempo e a atenção devida e seja o primeiro facilitador de um negócio bem sucedido.

;

Outras Notícias

10 Dicas para praticar uma condução defensiva

Pneus de neve: por que motivo deve trocar já os seus pneus

A retoma de carros usados é uma boa opção?