Llámanos al 956 261 604
o
¿Prefieres que te llamemos gratis?
Indique-nos os seus dados pessoais e assim que possível um profissional irá entrar em contacto consigo.
Enviar
conserto de um pneu furado
conserto de um pneu furado

Mudar pneu: tudo o que deve saber

Mudar pneu não é uma tarefa de outro mundo nem uma missão destinada apenas às pessoas que têm força ou uma grande destreza mecânica. Na verdade, este é um processo relativamente simples que todos os condutores devem conhecer e dominar.

 Afinal, nunca se sabe quando vamos precisar de mudar pneus sozinhos…

Os furos nos pneus nunca podem ser 100% evitados, apesar de existirem medidas preventivas e a manutenção automóvel regular ajudar a evitar situações desagradáveis. Normalmente, trata-se até mais de uma questão de sorte. Grande parte dos furos nos pneus ocorrem devido a pregos ou outros objetos pontiagudos na estrada.

Se estiver a conduzir e se suspeitar que um dos pneus do seu veículo possa estar furado, abrande o quanto antes, sem travar a fundo. Depois, solte suavemente o acelerador e deixe o carro ir perdendo velocidade. Trave apenas quando a velocidade estiver abaixo dos 50 km / hora.

Não tente, de forma alguma, tentar conduzir “só mais um bocadinho” com um pneu furado ou desgastado. Para além de ser uma coisa que o vai colocar em perigo e aumentar a probabilidade de ter um acidente, a insistência pode causar danos internos na roda e na própria viatura.

Todos os passos que deve seguir para mudar pneu

Para mudar pneu é necessário ter sempre (para além do pneu suplente) um macaco e uma chave inglesa. Sem isto, nada feito.

Poderá ainda ser útil ter à mão um par de luvas, uma cunha para as rodas, uma lanterna (caso tenha de mudar pneu à noite), um impermeável e uma tábua de madeira para estabilizar o macaco (se estiver numa estrada irregular).

Os passos que deve seguir são os seguintes:

1. Pare o carro e sinalize a operação

Abrande o carro e encoste-o, se possível, num local com boa visibilidade (de preferência, numa reta e longe do trânsito). Engate a primeira mudança e puxe o travão de mão. Evite locais com declives ou com pavimento de terra ou relva, porque só irá dificultar o processo de mudar o pneu.

2. Assegure-se de que o carro está imobilizado

O travão de mão pode não ser suficiente. Por isso, confirme sempre que a viatura está mesmo imobilizada. Por via das dúvidas, utilize cunhas e coloque-as à frente ou atrás das rodas (dependendo da inclinação da estrada). Se não tiver consigo cunhas e se precisar mesmo de imobilizar o carro, pode tentar improvisar e utilizar, por exemplo, pedras.

3. Retire o pneu suplente e o macaco da bagageira

Normalmente, a roda suplente e o macaco encontram-se na bagageira dos carros, debaixo da superfície removível.

4. Desaperte os parafusos

É nesta altura que vai precisar da chave inglesa. Antes de levantar o carro com o macaco, tire a tampa da roda (se houver) e solte ligeiramente os parafusos.

5. Levante o carro

Depois dos parafusos estarem ligeiramente soltos, coloque o macaco debaixo do carro (do lado do pneu que vai mudar) e levante-o. A altura aconselhada são cerca de 15 centímetros do chão. Atenção que alguns carros têm uma zona específica para o encaixe do macaco. Na dúvida, poderá consultar o livro de instruções do seu veículo.

6. Remova os parafusos e o pneu furado

Agora é a altura em que deve retirar completamente os parafusos. Como já estavam previamente soltos, nesta fase, é só desatarraxá-los manualmente. Depois, retire o pneu furado e coloque-o de lado, num local onde não estorve nem cause danos.

7. Coloque o pneu suplente

Com cuidado, encaixe o pneu suplente, coloque todos os parafusos no seu lugar e aperte-os. Aqui, o truque é apertar os parafusos sempre na diagonal. Assim, vai garantir que todos eles ficam igualmente apertados.

8. Baixe o carro e retire o macaco

Baixe o carro devagarinho e, quando estiver completamente pousado, volte a apertar os parafusos para garantir que todos eles estão bem apertados.

Volte a colocar a tampa na roda e guarde todo o material que utilizou.

Ler mais: Os principais cuidados com o carro no inverno

O que fazer com o pneu furado?

Na verdade, grande parte dos furos provocados por pregos ou por outros objetos pontiagudos podem ser facilmente reparados por profissionais. Por isso, guarde o seu pneu furado e leve-o até um especialista e veja se o consegue reparar através de procedimentos aprovados pela indústria.

pneu furado

Não se esqueça de trocar os pneus do carro

Para minimizar a probabilidade de ter um pneu furado, relembramos a importância de mudar pneus com frequência. Esta tarefa deve ser feita de 6 em 6 anos, sensivelmente. Claro que, dependendo de diversos fatores e do próprio uso que faz do seu carro, este período de referência pode variar.

Se não tiver a certeza se já está na altura de trocar os pneus, preste atenção a vibrações e ruídos anormais, a oscilações e à falta de tração. Estes são, normalmente, alguns dos sinais mais comuns que nos indicam que os pneus do carro precisam de ser mudados. Por fim, não se esqueça de verificar regularmente a pressão dos pneus, especialmente se for fazer uma viagem mais longa.

Aproveite todas as campanhas e promoções nos serviços de oficina

;

Outras Notícias

10 Dicas para praticar uma condução defensiva

Pneus de neve: por que motivo deve trocar já os seus pneus

A retoma de carros usados é uma boa opção?