Llámanos al 956 261 604
o
¿Prefieres que te llamemos gratis?
Indique-nos os seus dados pessoais e assim que possível um profissional irá entrar em contacto consigo.
Enviar
conduzir microcarros precisa de carta de condução
conduzir microcarros precisa de carta de condução

É possível conduzir microcarros sem carta de condução?

Os microcarros são, como o próprio nome indica, opções de mobilidade alternativa para situações pontuais e normalmente para trajetos de curta distância. Não sendo exatamente iguais aos veículos ligeiros considerados “normais”, é uma falácia dizer que é possível conduzir este tipo de carros sem carta de condução.

Neste artigo, vamos dar-lhe a conhecer um pouco mais sobre os microcarros, falar sobre a evolução tecnológica que têm sofrido nos últimos anos e também sobre as habitações legais necessárias para os conduzir.

O que são exatamente microcarros?

O próprio nome já é sugestivo e diz muito acerca deste tipo de veículos. Os microcarros são uma espécie de pequenos veículos particularmente práticos nos grandes centros urbanos. Têm a particularidade de poderem ser conduzidos por condutores a partir dos 16 anos de idade, desde que tenham habilitações legais para tal.

Os microcarros estão descritos no Código da Estrada como quadriciclos, que podem ser de dois tipos:

Quadriciclos ligeiros: a sua velocidade máxima é de 45km/h, o seu peso (sem carga) não excede os 425 kg e o seu motor tem uma cilindrada não superior a 50 cm3 no caso de motor de ignição, ou de 500 cm3 no caso de motor de ignição por compressão;

Quadriciclos pesados: com as mesmas características dos quadriciclos ligeiros, exceto o seu peso (sem carga) que não deve exceder os 425 kg para transporte de passageiros, ou 600 kg para transporte de mercadorias.

É legal conduzir microcarros sem carta de condução?

Muita gente pensa que os microcarros são um tipo de veículo que é possível conduzir sem carta de condução. Esta ideia está errada e, apesar dos microcarros terem limitações de velocidade e regras diferentes para circularem na estrada, é sempre obrigatório ter habilitações legais para conduzi-los, ou seja, ter carta de condução.

Conduzir sem carta de condução normalmente é o argumento comercial usado por concessionários ou marcas e serve, acima de tudo, para propósitos de marketing. A verdade é que também não é obrigatório ter a carta de condução que permite conduzir um carro ligeiro de passageiros comum.

Ainda assim, os microcarros só podem ser conduzidos por condutores que tenham, pelo menos, 16 anos de idade e que disponham de licença de condução AM para conduzirem quadriciclos ligeiros ou carta de condução B1 para conduzirem quadriciclos pesados.

Microcarros: um tipo de veículo em constante evolução

Desengane-se quem pensa que os microcarros continuam a ser aquela caixinha com rodas prática mas muito desconfortável de outrora. De facto, este tipo de veículos tem sido alvo de constantes inovações e desenvolvimentos tecnológicos e, hoje em dia, existem modelos no mercado automóvel que, para além da componente estética e utilitária, incorporam também soluções e sistemas de segurança avançados.

Pequenos em tamanho, mas grandes em ambição, os microcarros já oferecem, hoje em dia, sistemas de ar condicionado, travões de discos nas quatro rodas, airbag para o condutor, ecrãs táteis e melhores sistemas de segurança passiva.

A sua componente estética também tem vindo a sofrer evoluções notáveis, uma vez que este segmento de veículos destina-se maioritariamente a uma camada mais jovem. Por isso, as marcas fabricantes esforçam-se para tornarem os microcarros tão atrativos quanto possível.

As carroçarias são agora mais cuidadas e incorporam elementos estéticos mais atraentes como, por exemplo, jantes especiais, grelhas desportivas e uma palete de cores irreverente. No interior, também já podemos encontrar microcarros que contam com volantes desportivos, bancos de tecido com melhor qualidade e bagageiras rebatíveis que permitem maximizar o espaço de arrumação.

Os 5 microcarros que vale a pena conhecer

Se acha que os microcarros são uma boa solução de mobilidade para si ou para algum membro da sua família, deixamos-lhe algumas sugestões de quadriciclos que pode querer considerar.

Citröen AMI

citroen ami

Este quadriciclo elétrico faz parte da lista de carros elétricos 2022 que estão a dar que falar. Trata-se de um microcarro bastante compacto (ocupa metade de um lugar de estacionamento tradicional), 100% elétrico e silencioso e, por isso, é uma excelente solução para os grandes centros urbanos.

Como os demais microcarros, a sua velocidade máxima limita-se a 45 km/h e tem apenas 3 seleções de marcha (D, N e R). Está ainda equipado com toda a conectividade que não dispensamos nos dias de hoje e ainda com um sistema de arrumação inteligente.

O seu custo de aquisição é relativamente baixo (disponível a partir dos 7.350 euros).

Renault Twizy

renault twizy

O Renault Twizy é 100% elétrico e está disponível em duas versões. Com o seu pequeno motor de 4kW, este microcarro conta com um sistema de recuperação de energia de travagem e tem uma autonomia de até 100 km.

É bastante compacto (falamos de uma largura máxima de 1080 mm, comprimento de 2338 mm e de 1454 mm de altura) e, por isso, uma excelente opção para estacionar nas cidades.

Este microcarro está disponível em duas versões: a versão LIFE, cujo valor base começa nos 13.005 euros, e a versão INTENS que está disponível a partir de 13.805 euros.

Ambas as versões também podem contar com diferentes potências: ou com um motor elétrico de 9 cv (que atinge uma velocidade máxima de 45 km/h), ou com um motor com 17 cv, que consegue atingir uma velocidade máxima de 85 km/h).

Aixam Coupé GTI

Aixam Coupé GTI

O Aixam Coupé GTI pesa 425 kg, tem um motor a gasóleo de 479 cm³ e uma potência de 6 kW. Tal como os demais microcarros, a sua velocidade máxima é de 45 km/h. Tem um consumo médio de 3 litros por cada 100 quilómetros percorridos e o seu preço base começa nos 14.499 euros.

Já o modelo eCoupé GTI conta com um motor elétrico de 6 kW com baterias de lítio e conta com uma autonomia de cerca de 80 km, com possibilidade de recuperação de energia. Esta versão pode ser adquirida a partir de 19.499 euros.

Bellier B8

Bellier B8

O modelo B8, que é apresentado em três séries distintas, conta com um motor a diesel de 480 cm³ e com uma potência de 6 kW. Pesa cerca de 349 quilos e atinge uma velocidade máxima de 45 km/h. O seu consumo médio é mais baixo do que o Aixam Coupé GTI e fica-se pelos 2,9 litros por cada 100 quilómetros percorridos. O seu preço base começa nos 15.300 euros.

Casalini M20

Casalini M20

A marca italiana de microcarros traz-nos o Casalino M20, um quadriciclo com GPS, camera de estacionamento traseiro, bluetooth, porta USB, e tem diversas opções de customização.

O Casalini M20 tem um motor de 480 cc, com 6kW de potência e regista consumos na ordem dos 3,7 litros por cada 100 quilómetros percorridos. A marca anuncia uma aceleração de 7,1 segundos dos 0 aos 40 km/h.

Ler mais: Os melhores carros híbridos plug-in 2022 a não perder

;

Outras Notícias

Guia prático para transformar carrinha em autocaravana

A importância de manter o sistema de escape em boas condições

ALD: Aluguer de longa duração de carros novos